Lembrando o post do Arlindo

Lembram-se do post sobre o DVD do Arlindo Cruz, em que eu observava uma constante tentativa de valorizar o samba a partir de uma desafricanização de suas formas?

Vejam só esse trecho de uma matéria que saiu n’O Globo, que nem era sobre isso (era sobre o Jorge Aragão ter feito sociedade com uma casa de shows), mas cujas primeiras linhas batem um bom papo com o que eu escrevi a partir do Arlindo. Encontrei num jornal velho (eu tenho mania de ler jornal que está no chão quando vou recolher), mas o assunto é do momento. Começa assim:

A Lapa é conhecida por não abrigar muito bem o samba com pegada da turma do Cacique de Ramos. Beth Carvalho já reclamou disso. Mart’nália, pasmem, já foi advertida por tocar o pandeiro com o vigor de quem foi criada nas rodas de partido-alto.
(O Globo, 25/09/09, p. 5, matéria de João Pimentel.)

As repressões sobre quaisquer signos que levantem com muito evidência suas raízes africanas ou o seu forte vínculo com as comunidades negras acontecem com bastante frequência. Isso mostra que o racismo vai muito além da pele, e tem como missão sabotar todo um patrimônio (que, não coincidentemente, é transmitido principalmente por pessoas negras, embora não apenas por elas).

O Nei Lopes também conta uma boa, que li numa entrevista: ele estava numa festa no Madureira Tênis Clube, isso lá pelos anos 50, quando foi chamado a atenção por um diretor do clube porque estava dançando gafieira, e teve que parar. Esse caso do Nei aconteceu pelas mesmas razões que, no início do século, o samba, a capoeira e a macumba foram oficialmente perseguidos; o caso da Mart’nália, no século 21, é a mesma situação; a ideia de que funk não é música, bem como as restrições aos bailes pelo poder público, idem; e essa lista tem potencial pra seguir ad infinitum.

Por quê? Porque é tudo coisa de preto, vagabundo, marginal, de gente que não teve educação, que não sabe se comportar, apreciar a boa arte etc etc etc.

Prontofalei.

E, pra quem gostou, beijomeliga.

Anúncios

2 Responses to “Lembrando o post do Arlindo”


  1. 1 ligia 15/02/2011 às 04:41

    Deixa o telefone, gato!

    brinks!

    Mto bom seu blog! Valeu


  1. 1 Por que Jesus pode entrar na escola e Exu não pode? « meu jazz Trackback em 24/01/2010 às 12:33

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




oquê, caboco!

quando chegar a um milhão, eu fecho o blog.

  • 43,567

escreva seu e-mail no campo abaixo

Junte-se a 8 outros seguidores

quer falar comigo, ném?

meu jazz @ gmail . com

———————————————-


%d blogueiros gostam disto: